Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Passeando Por Sintra...

Na semana passada fui á Quinta da Regaleira em Sintra...Esta já não é a minha primeira visita, é para aí a terceira - adoro e nunca perco a oportunidade de lá ir de novo embora tenda a evitar o Verão por causa da confusão (andava lá muita gente, mesmos nas ruas da vila brotavam por toda a parte. Não consigo deixar de pensar que os de fora apreciam mais isto que nós), acho que dificilmente se encontra um lugar com um ambiente semelhante. Não é tipo Monserrate um pouco mais acima, com os seus jardins e o seu pequeno palácio de influência árabe ou como o Palácio de Queluz, uma Versalhes em miniatura também com uns jardins catitas, é mais uma espécie de Dr. Jekyll and Mr. Hyde...

 

 

Á superfície há os jardins com as estátuas clássicas latinas de musas com as coroas de louros; as fontes sempre a jorrar água fazendo um som calmante e cristalino, um lago com parrecos em cuja superfície os raios de sol desenham formas, ouve-se o canto dos pequenos pássaros e ás vezes surgem borboletas pousadas nas flores que por ser verão estão particularmente exuberantes. É muito agradável...E depois há as passagens subterrâneas onde quase não entra a luz e onde está sempre húmido e fresco, aquela frescura das rochas e onde cheira a não sei quê de primitivo e inicial. É como entrar na intimidade da terra, agora que penso, sentir-lhe o cheiro e as formas - acho que a terra deve ser fêmea em certo sentido. Anyway, a atmosfera numa parte e noutra é notoriamente diferente: seguro em cima, inquietante em baixo. O próprio jardim vai ficando mais bravio á medida que se sobe. Parece que a intenção do arquitecto era representar o céu e o inferno.

 

 

Quando se está no fundo dos poços não é difícil imaginar os rituais que se praticavam ali. É estranho, talvez por isso me agrade tanto lá ir e especialmente meter-me pelos túneis - o que no entanto não é aconselhável sem luz. Não vão querer bater com a cabeça numa saliência rochosa e abrir um lanho...O próprio palácio encaixa-se bem neste ambiente com todos aqueles pináculos e pormenores trabalhados misturando detalhes manuelinos e góticos. O interior é interessante, mas não tanto como o exterior para mim. Tem-se uma boa vista lá de cima.

 

 

Também há toda uma variedade de símbolos por ali espalhados nem todos de maneira óbvia e alguns um bocado suspeitos. É um sitio muito marcado pela esoterismo. Um dos poços, por exemplo, tem exactamente nove patamares, a tal história do Inferno. Há sempre coisas novas para descobrir em cada visita e de qualquer modo se não forem apreciadores de história também não faz mal, não precisam sequer de entrar no palácio. Podem passear só - é um sítio para todos os gostos.

 

 

O preço é acessível, seis euros, dá para chegar a pé, aliás não percebo quem é pode achar boa ideia levar carros para o meio de Sintra, mas ok...Tempo estimado da visita: quatro horas - desta vez, mas não cheguei a ver tudo. Depende da vossa passada e da minúcia da observação. Os monumentos em Sintra, em geral, são todos bastante recomendáveis. Também há os museus, alguns são de graça, e o mar claro. Eu já tinha falado de Queluz e da Pena, e é provável que andem por aqui outras fotos da Regaleira. Desta vez esqueci-me da máquina por isso não ficaram tão boas...Não manda aquela inveja, como se eu tivesse ido para a Polinésia Francesa, mas é uma visita que vale muito a pena.

 

 

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Algo especial a dizer?

subscrever feeds