Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Sobre pessoas corajosas

O nosso pior inimigo somos nós próprios. Frase batida, mas verdadeira. O ser humano tem uma incrível capacidade de auto destruição, conseguindo torturar-se ao ponto da loucura. É uma característica geral presente em todas épocas, no entanto tem me parecido que as mulheres se saem melhor a este nível...talvez por sofrerem uma maior pressão ou por terem maior consciência de si próprias e há um pensamento em especial que considero altamente destrutivo: o de nunca sermos suficientemente desejáveis. Ou porque temos peso mais, altura a menos, borbulhas, varizes, um nariz torto...Nunca somos suficientemente bonitas. Nunca somos suficientemente nada...Quem nunca sentiu isto? Basta ligar a televisão: é tudo tão perfeito e glamoroso não é? Ou conversar com alguém: vê lá se te cuidas, se não ninguém te pega. Quando oiço isto lembro-me sempre de bibelots numa montra. É isso que somos? O pensamento de que nunca ninguém vai gostar de nós porque somos assim ou assado é altamente corrosivo, assalta todas as manhãs, todas as vezes que se sai á rua ou que se conhece uma pessoa nova. E vocês acabam por evitar sítios onde os outros possam ver os vossos defeitos. Não há auto-estima que resista a este género de pensamentos todos os dias. É especialmente arrepiante ver miúdas de treze ou catorze anos a pensar assim...Não está certo. Mas falar é fácil, encarar o espelho é que é difícil...

 

Isto era algo sobre a qual eu queria escrever, mas também vem a propósito de uma noticia que achei e que é daquelas que nos consegue por um sorriso no rosto, pelo menos a mim pôs. O título é fantástico por si só: Plus-Sized Woman Shows of Her Curves In A Bikini On Hollywood Blvd. Los Angeles é um sitio que associamos imediatamente a gente rica e a corpos magros e perfeitos...Ora para combater esta obsessão com a perfeição e para promover a aceitação de todos os tipos de corpo uma rapariga de vinte anos, Amani Terrell, decidiu passear pelas ruas em biquíni não obstante o seu peso a mais. A sua confiança é notável, como se pode confirmar no vídeo abaixo, e a sua reacção aos comentários negativos também.  Eu só gostava de ter metade desta coragem. Nem na praia me dispo quanto mais em plena rua...

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Algo especial a dizer?