Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Ler Autoras: sempre a ser desafiada

A verdade é que as minhas ideias sobre escritoras, sobre as mulheres e o seu papel no mundo, estão constantemente a ser desafiadas à medida que vou lendo. Por exemplo, o último livro que li. Uma história atribulada: em 1954 Violette Leduc deu à estampa um romance intitulado Ravages, que retratava a história de três ligações amorosas (sendo as primeiras duas com mulheres e a terceira com um homem) baseadas nas experiências da própria autora. O tom era tão ousado que a Simone [de Beauvoir] viu logo que não ia ser publicado. Mesmo suavizando o tom, o manuscrito foi recusado. Violette teve que mutilar o livro e caiu numa depressão aguda.

 

Teresa e Isabel, a história de duas colegiais e primeiro capítulo do livro, foi publicado autonomamente em 1966 e foi este livro que dei por mim a ler. Fiquei fascinada por ser possível em humildes 102 páginas colocar tanta paixão e intensidade, descrever com tanta minúcia as sensações de prazer erótico de uma mulher. “Não procuro o escândalo mas somente descrever com precisão o que uma mulher sente nessa altura”. É cru, directo, belo. Não admiram as tribulações que passou, numa nota no final do livro aparece esta citação da Woolf: “se uma mulher escrevesse os seus sentimentos, tais como ela os experimenta, nenhum homem os editaria”. Dá-se tanta importância ao prazer masculino...Mesmo o prazer feminino tem de ser descrito por um homem, do seu ponto de vista. Quanto é que se perde quando não se sai deste enquadramento?

 

Um dos (muitos) livros que desejo ler um dia é Kristin Lavransdatter, trilogia com mais de 1000 páginas passada na Noruega no século XIV. Parece apelativo não? Séries épicas, tempos medievais, sítios com neve...Só que foi escrito por uma mulher e a personagem principal também é fêmea. Apesar do prémio Nobel e de ser reconhecida na sua Escandinávia natal, de acordo com o que li Sigrid Undset está esquecida fora daí. Quantas personagens femininas não vou conhecer e quantas autoras talvez nunca vá encontrar porque as regras do mundo, que não foram feitas pelo meu género, decidiram que elas não são importantes

 

Há uns tempos disse num post que tinha andado à procura de autoras num género específico - foi no género terror, surreal...Homens é fácil citar de cabeça, mas e mulheres? Aqui está o relatório do que encontrei durante o curto tempo que durou a pesquisa: dois livros, sete short-stories que já tenho prontas para imprimir, além de um desejo de ler Thus Were Their Faces da Silvina Ocampo. Porque tive dúvidasHouve o dia em que algures na net encontrei alguém a apontar que o número de testemunhos (ou histórias) de homens sobreviventes do holocausto é muito maior que o número de testemunhos de mulheres. Nem me lembro de nenhuma. Até no mais profundo sofrimento tem de haver uma hierarquia...Sei tão pouco sobre como as mulheres viviam, como vivem neste mundo. Ao mesmo tempo é um incentivo para continuar a lê-las.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Sara 12.10.2018

    Obrigada :D 
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Quem Escreve Aqui

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Avisos

    As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários insultuosos serão apagados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico.

    Calendário

    Outubro 2018

    D S T Q Q S S
    123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031

    Sumo que já se bebeu

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D

    A Ler...

    Algo especial a dizer?