Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Falando sobre quotas e poder

É frequente quando surgem notícias de governos com várias mulheres ou a notícia de uma mulher que foi nomeada para um qualquer cargo de prestígio, ou quando se fala de quotas aparecer logo alguém a dizer coisas como: "não importa quem é escolhido desde que seja competente", "isto é sexismo ao contrário ou também seria notícia se fosse um homem" ou "as quotas são cancerígenas". Vamos falar de cada um começando pelo primeiro: imaginem que entram numa sala onde deputados estão a discutir saúde reprodutiva e reparam que todos ali são homens, brancos e que uma boa metade já está na meia idade. Nenhuma deputada ou médica presente. Iriam sentir-se confortáveis? E se um deles dissesse que as mulheres podem engravidar pela boca? Não importa quão competentes são estes políticos (Isto é válido para os muitos conteúdos que mostram apenas pessoas brancas e esbeltas). No fim do dia não há ninguém naquela sala que possa compreender a vossa experiência. 

 

"Isto é sexismo ao contrário! Porque não destacar apenas pessoas sem falar em géneros?" "se há uma Wonder Womam devia haver um Wonder Man!" "Se há dia da mulher porque não há dia do homem?" Tudo isto não passa de misoginia disfarçada...Quando o filme estreou, este exemplo é tão bom, e uma cadeia de cinemas decidiu fazer uma sessão só para mulheres, alguns homens irados estavam prontos para fazer um motim. Comparem isto, um coisa que em nada prejudicaria a sua vida, com séculos de repressão e violência  contra nós...O que achariam de uma pessoa que vai ao hospital por um aranhão que fez com o bico de um lápis e que insiste em passar à frente de alguém que levou um tiro? O ano passado saiu um livro: The Power, Naomi Alderman. Fui ao Goodreads e está lá esta singela pergunta: what would happen if an author wrote a book about men having the power to electrocute to death, women? Respostas: it would be under history category; It would be just like the everyday news section. Touché. 

 

A misoginia, tal como o racismo, está ligada a dois conceitos: poder e dominância. Neste momento o poder continua concentrado nas mãos de homens brancos e muitos desses podem tornar a vida de quem é não igual a eles muito, muito difícil. Vocês até podem odiar homens mas não têm o mesmo poder nem o mesmo nível de representatividade que vos permita influenciar negativamente e de forma profunda a sua vida, quantas vezes nem a nível local ou mesmo pessoal. Por terem todo este poder, este grupo privilegiado exerce à vontade a sua dominância em todos os aspectos da vida e ser ou não afectada por ela não é uma escolha. Não obrigo nenhum senhor a ler os meus textos, eles podem escolher fechar a janela e seguir o seu caminho. Mas eu não posso escapar a uma lei que diz que é legal um homem abusar sexualmente de mim. 

 

A ideia de existirem quotas chateia muita gente que diz que as pessoas devem ser escolhidas por mérito e valor. Calculo quem diz isto dá por adquirido que quem está no topo foi escolhido por esse motivo antes de tudo. Nós devemos ser muito burras então. Porque ao olhar para esse topo vemos menos mulheres que homens. Se quem lá está foi escolhido com base num critério justo como se explica esta discrepância? Não é possível que homens brancos tenham também a supremacia da inteligência é? Se a percentagem de homens, especialmente em cargos de topo e de decisão, continua a ser bem superior então lamento mas não podemos falar em pessoas em vez de géneros. A partir do momento em que o sexo do bebé é conhecido, as meninas já estão em desvantagem: os progenitores começam logo a projectar nelas ideias misóginas e esta desvantagem vai aumentando com os anos à medida que mais responsabilidades se acumulam.

 

O tipo de brinquedos que lhes serão oferecidos, o comportamento que lhes será exigido...Os rapazes são talentosos as meninas esforçadas; eles são lideres naturais, mas a liderança numa mulher é indesejável de tal modo que até se inventam nicknames para certas mulheres na política ("a dama de gelo"), se vocês dão ordens são mandonas mas se não dão são sentimentais; vão ser punidas por não terem filhos e por cada hora que passarem longe deles em reuniões; vão ouvir que só chegaram ali porque abriram as pernas ou porque as mulheres têm sempre benesses - nunca por mérito próprio. E não podem falhar. Se falharem é porque a culpa é do vosso género e isso irá dificultar ainda mais o caminho para as mulheres que vierem a seguir embora isso jamais aconteça com os homens.

 

É uma corrida viciada. Este é o verdadeiro problema, este fosso enorme criado pela desigualdade constante ao longo dos tempos - não as quotas que apenas são uma tentativa de o resolver. Não seriam precisas se a sociedade fosse justa em primeiro lugar. Vocês perderiam tempo a apontar uma telha partida quando as fundações da casa estão podres? E não podemos esperar que quem está no topo comece espontaneamente a contratar caras diferentes...Talvez devêssemos ir lá acima perguntar porque é que é eles precisam de uma lei para os obrigar a isso. Talvez descubramos que as fundações estão ainda mais podres do que parecem.

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Algo especial a dizer?