Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Esse tabu...

...que é uma mulher dizer que não gosta de crianças. Eu até gosto de bebés: eles riem-se por tudo e fazem barulhos engraçados, mas não tenho grande talento crianças mais velhas...Nunca sei bem o que dizer ou o que fazer. De maneira que também não me imagino a ter nenhuma. Prezo muito o sossego proporcionado por um sofá em noites de sexta feira, e além disso acho que enlouquecia de preocupação: será que ele está bem? Será que está doente? Será que tem frio? Parece-me demais...Já enjoa estarem sempre a falar nos noticiários que temos de fazer bebés. Claro que há pessoas que querem e não podem ou não têm condições, infelizmente, mas talvez haja pessoas que simplesmente...Não queiram? Há uns tempos vi uma reportagem que falava disso - sobre o facto de cada vez mais pessoas optarem por não terem filhos e por isso haver cada vez mais hotéis e coisas do género só direccionadas para elas. E vocês dirão: as pessoas estão cada vez mais egoístas...É verdade, talvez seja egoísmo mesmo, mas uma família de apenas dois, mas não deixa de ser uma família e não significa que se seja infeliz. E antes que digam que penso assim porque ainda não encontrei um homem, não precisam que diga o que acho dessas ideais de encantar não é? O ponto é: somos todas obrigadas a ter instintos maternais? Eu gosto de gatinhos, de livros, da minha sobrinha...Acho que chega. Imaginem uma mulher dizer que gosta de praticar mas que dispensa o resto...Basta simplesmente ficar pela primeira premissa. É outro tabu - as mulheres não f$%&, só fazem amor e nunca admitem que gostam...É não lady like falar dessas coisas. Claro que há mulheres que o fazem...Elas gostam de ver o mundo pegar fogo. Em suma tomem as vossas opções e não chiliquem com as dos outros.

 

(update: este post está em destaque. Obrigado Sapo! Ia caindo da cama abaixo quando vi...)

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Aerdna 29.10.2014

    A mim aconteceu-me mais ou menos o mesmo. No meu caso, os médicos convenceram-me que não seria possìvel ter filhos. Eu tinha tirado daì a ideia.
    Mas também fui educada para que familia feliz tem de ter filhos. Mas como tenho alguma timidez, a minha relação com os mais novos era sempre uma coisa estranha. Convenci-me que ainda bem que não podia ser mãe.
    Mas aos 30 anos tive o meu Bebé. E vieram todas as preocupações e alterações de vida, mas também aprendi a usar o meu lado maternal. Eu tinha uma ideia muito romântica do assunto. E a realidade apesar de hoje não a trocar por coisa nenhuma, não tem nada de romântico.
    Por isso concordo com cada virgula do texto deste post. Não temos todos de ser pais. E muito menos por esmolas do estado, que em troca nos vai transformar em "escravos" da sua vontade. Lido com muitas mulheres e homens que deviam ter pensado muito bem antes de ter os seus rebentos.
    Para ser pais é preciso saber jogar o jogo do ABDICAR. Jà não é possivel fazer tudo como antes, a não ser que institucionalizem o rebento na escola o dia inteiro, a ser educado por estranhoq com os quais não é possivel criar laços afetivos. E estes laços são de extrema importância nos primeiros anos. Aì correm o risco de não aprenderem a conhecer o vosso filho e de repente ganharem um adolescente que não conhecem mas pelo qual têm de responder.

    Lembrem-se que as noites não serão dormidas, o acordar de manhã passa a ser obrigatòrio na maioria dos casos. As rotinas passam a ser regidas pelo pequeno, o orçamento feito segundo as necessidades do pequeno, etc....

    A tarefa até se faz com prazer depois do primeiro impacto. Quando se ama, cuida-se. E cuida-se com prazer. Mas se o que amam é o vosso emprego, a vossa liberdade para viajar, ... Pensem muito bem se podem abdicar de parte disso para ter um filho.

    O governo antes de se colocar a fazer camapanhas para aumento da natalidade que melhore as instituições: da educação, da saùde e da justiça. E pelo caminho que eduque os jovens para serem pais (a troca de experiência com os que jà foram pais é importante para desmitificar a ideia romântica que é ter um filho). E principalmente que forme os patrões deste paìs para respeitarem a instituição familia.
    Não podem vir um dia dizer às pessoas para procurarem oportunaidades além fronteira e no outro pedir-lhes para terem bebés. Um bebé precisa de muito mais que dinheiro. Passem os olhos no site da APAV, se não forem sensìveis a cenas de terror é claro.

    Apoio sejam pais quando se sentirem preparados e se o quiserem ser. Sò e apenas se reunirem estas duas condições porque os terceiros não estarão para resolver os problemas que aparecem. E de um filho não se pode desistir. Podemos despedir-nos, trocar de casa, separar-nos divorciar-nos mas não podemos desistir de um filho.
  • Imagem de perfil

    Sara 30.10.2014

    Concordo em absoluto...O pessoal antes de colocar outras vidas no mundo devia pensar se tem condições e se está preparado porque é preciso uma grande dose de paciência e altruísmo - como em tudo acho que há coisas que se perdem e outras que se ganham. Por pressão, ou lá está por terem uma ideia romântica demais da coisa, muitas mulheres acabam por ter filhos demasiado cedo e sem ter preparação. Infelizmente há muita gente que não devia ter tido filhos...Tende-se a achar que quem não quer filhos é egoísta, mas acho que mais egoísta é coloca-los no mundo só porque sim. Tb acho que há muito a fazer no campo da natalidade, não é só chegar e dizer façam bebés: emprego que não há, empresas que não respeitam as mulheres e por ai vai...

    Cumps e obrigado pelo comentário :)
  • Imagem de perfil

    Aerdna 31.10.2014

    "Tende-se a achar que quem não quer filhos é egoísta, mas acho que mais egoísta é coloca-los no mundo só porque sim." eu destaco esta sua frase Sara. Creio que até podia ser usada para sensibilzar os mais jovens, para pensarem antes de se porem a jeito para embarcar nesta "aventura sem guião" que é a maternidade.

    Este assunto da nova geração e tudo o que envolve preocupa-me. Por isso muito obrigada por trazer o assunto à reflexão.
  • Imagem de perfil

    Sara 31.10.2014

    Não tenho o direito de julgar ninguém como é evidente, mas acho que muita gente decide ter filhos por razões que se calhar não são as mais correctas: para colmatar as suas próprias carências, resolver os problemas da relação...E depois há tantas famílias infelizes :\

    Eu é tenho a agradecer todos os testemunhos que têm partilhado comigo neste post :)
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Quem Escreve Aqui

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Avisos

    As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários insultuosos serão apagados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico.

    Calendário

    Outubro 2014

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031

    Sumo que já se bebeu

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D

    A Ler...

    Algo especial a dizer?

    subscrever feeds