Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Como curar traumas e outras reflexões

1. Estava de boa na internet, mas é claro que não podia continuar assim então fui clicar numa lista: 50 Women Share The Dumbest Things That Have Ever Been Mansplained To Them. A coisa prometia bom conteúdo. Pelo meio de explicações sobre como o período funciona, sobre como o parto é uma coisa que não dói assim tanto, sobre o que é o feminismo (clássico), sobre como as mulheres não deviam ter medo de andar na rua, porque aparentemente está tudo nas nossas cabeças, variadas explicações não solicitadas sobre como objectos básicos funcionam, situações estilo Rebecca Solnit (com um tipo a explicar-lhe um livro que ela própria escreveu) e coisas para desarmar até as mais resistentes ao embaraço ("A guy once said that women can only orgasm after the man has, because he needs to 'transfer his energy' Lost his mind when we told him women masturbate alone")

uma mulher contava que um "cavalheiro" lhe tentou explicar como um trauma sexual podia ser curado bastando fazer sexo com a pessoa certa...Eu sei, respirem fundo para não vomitar. Mas alguém nos comentários apontava que isto é uma ideia muito comum em certos livros. Não tinha pensado nisso e é verdade. De onde será que vem esta ideia? Escrita preguiçosa? Desejo de um final simples e bonito? Mais uma iteração do príncipe encantado que como sabemos faz desaparecer tudo o que é mau, madrastas cruéis e meias irmãs feias e marcas de abuso porque não. Porque não são os homens tão bem sucedidos então em tratar os seus próprios traumas...

O objectivo último da vida de uma mulher deve ser encontrar um homem (e mesmo que não queira ter filhos vai mudar de ideias assim que isso acontecer, já sabemos) é possível que seja uma ramificação desta ideia. Ou é mais uma coisa no saco das ideias tóxicas que são consideradas românticas como o reverso: vou fazer dele um homem melhor; não és como as outras putas como quem andei; ele é uma besta para toda a gente, mas é um doce para mim; não desistas, ela vai acabar por dizer que sim. Se pensarmos bem é desumanizante: tratar um trauma tão profundo como se fosse meramente uma má noite de sexo que se ultrapassa arranjando melhor parceiro...

 

***

 

2. Com certeza vocês estão em pulgas para saber coisas sobre as novelas da noite que continuo a observar por interesse científico. Então há esta personagem que emprenhou aleatoriamente, eu a pensar que já tínhamos arranjado outras formas de fazer avançar a narrativa para as personagens femininas especialmente quando numa cena de trinta segundos apareceu uma carteira de pílulas mas debalde! Já está outra também prenha. Agora, já que estas novelas parecem ter superado certos tabus como ter casais não hetero, podíamos pensar que era tempo de introduzir o tópico - será que ter esta criança é a melhor decisão, mas de novo...debalde! Os vinte segundos em que se falou de aborto consistiu nas outras personagens a fazer uma cara como se a que está grávida tivesse não verbalizado esta hipótese mas sim sido apanhada no meio da sala a comer as entranhas de alguém. E além destas há mais outras duas que andam desesperadas por engravidar...Que cansativo.

Para que se veja que levo este trabalho científico a sério tomei nota desta cena: casual flirt no trabalho - local onde na verdade ninguém parece fazer nada, realismo é tudo - ele diz que em criança queria ser detective e ela pergunta-lhe, um detective tipo Hercule Poirot? Ele responde: não, era mais estilo James Bond. Que triste não é? Na verdade não foi tristeza o que me veio logo à mente...

How Many Red Flags Do You Need Before You Abort-Mission? – THE IKON.

 

3. Tenho de admitir que esta coisa das concorrentes a Miss Universo agora terem de usar uma roupa inspirada no seu país\cultura dá um certo colorido e há outfits realmente elaborados e interessantes. No nosso caso, acho que temos de alterar o provérbio: os cães ladram e a gata desfila:

 

miss-universe-2023-costumes-photos-an.jpg

 

  

4. A expressão águas infestadas de tubarões não faz sentido. No dicionário a primeira definição de infestar que aparece é: fazer grandes estragos em (assolando ou devastando). Não me parece que os tubarões façam tal coisa aos oceanos, habitat que é naturalmente o seu desde à 200 milhões de anos. Depois chegamos nós e dizemos que eles estão a infestar as águas e agora mais de 300 espécies de tubarões, raias e botos estão ameaçadas de extinção...

 

***

 

5. Outro dia estava a ver uma coisa (era os primos...lol) e não é mentira: há um certo tipo de pessoas com mais tendência para se sentarem com as pernas cruzadas, vulgo à chinês. No meu caso eu sentava-me assim não porque levasse um estilo de vida alternativo mas porque gostava de me sentar no chão e não sabia o que fazer com as pernas...Se bem que pensando agora era estranha esta preferência visto estarem bancos logo ao lado...Na altura não havia germes, então tudo bem. Aos trinta não consigo acreditar que cheguei a ler livros inteiros nessa posição.

 

***

 

6. Estava outra vez a pensar na história da Medusa. Num comentário algures alguém apontava que ela foi castigada por uma mulher - é certo que Atena também transformou Aracne em aranha, mas a questão é: porque vemos a transformação em monstro sempre como algo negativo? Se considerarmos o que Medusa era antes, um objecto de consumo para os homens com quase nenhuma chance de se defender, a partir do momento em que se torna uma Górgona isso muda completamente...Talvez em vez de um castigo, seja um presente: ela tornou-se poderosa. Temível. Mas do mesmo modo que a parte do abuso sexual é largamente ignorada e nunca é representada, também nos é nos tirada a possibilidade de ver esta personagem com admiração.

Uma rápida pesquisa mostra que Medusa não é de longe o único monstro feminino que nos foi legado pelos antigos - ela podia transformar qualquer um em pedra, a Esfinge guardava enigmas que os homens não sabiam responder (“Men didn’t take that any better in the fifth century [B.C.] than they do now.", diz com razão este artigo que encontrei), Caríbdis podia destruir navios em segundos. É irónico que estas personagens tenham características - ser temido, ter poder, conhecimento, voracidade - que são sempre tão apreciadas nos heróis...Talvez a figura da mulher-monstro seja prevalecente porque nada mais é do que a projecção do medo que os homens têm do nosso poder.

Algumas histórias existem para dizer às mulheres o que se espera delas, outras são cautionary tales, como no fundo certos filmes de terror (não sejas uma slut, não andes sozinha na rua à noite, etc) e ainda outras histórias existem para ensinar aos homens que o nosso poder é uma maldição...E assim estas personagens sempre conhecem trágicos fins, tal como as "bruxas" conheceriam muito tempo depois pelas mesmas razões - "The myths then, to a certain extent, fulfill a male fantasy of conquering and controlling the female.”

 

***

 

7. Todos conhecemos aqueles programas que mostram casos extremos, por exemplo hoarders que vivem enterrados em lixo...Quando tinha 17 aninhos tive umas memoráveis aulas de inglês em que a docente nos colocava a ver episódios de programas do TLC sobre os quais depois tínhamos que escrever nos testes, lembro-me de um sobre pessoas que eram viciadas em compras. Não vejo televisão, mas essas coisas às vezes são me recomendadas no youtube e depois há pessoas a fazer react a esses episódios. Mas estava aqui pensar: esses programas já são um bocado uma exploração e vivem do factor choque, ter alguém a reagir fazendo cara de nojo com comentários óbvios ao estado das casas ainda ajuda menos...A menos que tenhamos algo de útil ou informativo a acrescentar só estamos a reforçar o estigma. Tenho de controlar a tentação de clicar nesses vídeos, até porque não sou uma dessas pessoas escolhidas por Deus que escaparam ao DSM.

 

7 comentários

Comentar post

Quem Escreve Aqui

Feminista * plus size * comenta uma variedade de assuntos e acha que tem gracinha * interesse particular em livros, História, doces e recentemente em filmes * talento: saber muitas músicas da Taylor Swift de cor * alergia ao pó e a fascistas * Blogger há mais de uma década * às vezes usa vernáculo * toda a gente é bem-vinda, menos se vierem aqui promover ódio e insultar, esses comentários serão eliminados * obrigada pela visita!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Dezembro 2023

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Sumo que já se bebeu

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
*

A Ler...

*
*

Algo especial a dizer?

*