Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Coisas tóxicas que se dizem

Uma coisa muito irritante é quando pessoas tentam minar as conversas sobre feminismo, não por insultarem, mas por usarem certos "argumentos". Aqui estão alguns, apenas uma pequena amostra: nem todos os homens fazem isso - um clássico, se ganhasse um euro por cada vez que encontro esta merda estaria mais rica que o Tio Patinhas; mas eu sou um bom rapaz - outro clássico. Alguns senhores ainda não perceberam que se sentem necessidade de dizer isso é porque muito provavelmente não o são. Imaginem se alguém escrevesse um texto sobre o mal causado pelos ditos "bons rapazes". Mas as mulheres fazem o mesmo; então e dos homens ninguém fala? Eles também sofrem com isso - uma pessoa incauta diz que x mulheres sofrem violência, qualquer que seja o contexto, e um senhor vai logo aparecer com cinco estatísticas para tentar provar que os homens sofrem mais.

E todos os textos escritos sobre masculinidade tóxica e como afecta os homens vão ganhar o super-poder da invisibilidade. Certo, só que eu conheci uma mulher que se intitulava feminista mas que fazia\dizia este e este disparate; concordo, mas prefiro usar o termo igualitarismo em vez de feminismo - pois, também prefiro beber H2O em vez de água. Recentemente vi um tipo que referente a algo sobre piropos comentou para dizer que uma vez duas mulheres lhe mandaram piropos e ele gostou imenso. E um outro estava convencido que torcer um pé era muito mais doloroso do que qualquer dor causada pelo período. Infelizmente não é possível ter uma conversa sobre qualquer dor feminina sem que surja alguém a tentar minimizá-la...

E como esquecer outro clássico: todas as vidas importam. Só que isto não são argumentos. São formas de causar caos e bloquear a conversa, fazendo-a desviar-se do tema principal e importante. Temas como violência policial e rape culture são esquecidos porque nos envolvemos a discutir miudezas. É tão desgastante...E evidentemente, algumas pessoas não suportam que qualquer discussão não esteja centrada no seu género e cor e por isso têm de desviar a conversa para si...Tal e qual os filmes em que a personagem feminina é a principal mas são as masculinas que falam mais ou em que alguém branco vem em socorro das personagens negras. 

Mas esta perseguição aos homens brancos não acaba? Aqui está outra que acabei de me lembrar e que encontrei num comentário de Youtube enquanto estava a ouvir música. Vale a pena mencionar que uma das linhas desta música em particular era sobre as populações indígenas despojadas das suas terras...O que mais dizer? Mais um conjunto de coisas que se dizem e que são deveras irritantes:

 

A2 (5).png

 

Outro dia numa telenovela duas personagens estavam a ver um apartamento de luxo para venda, uma comenta que é um apartamento para ricos e a outra responde blasé - para ricos ou para pessoas que trabalharam uma vida inteira? Eu tipo: Desculpe, como disse? Na verdade não é preciso repetir pois este tipo de pensamento está por todo o lado e é vendido por muitos livros de auto-ajuda...

As pessoas são pobres porque querem; quer tornar-se CEO de uma empresa? Só tem de trabalhar muito! claro, como é que ninguém tinha pensando nisto antes...Estes milionários começaram numa garagem, porque não faz você o mesmo? Se não conseguem a culpa é vossa que não estão a fazer sacrifícios que chegue. Outra gira que acabei de encontrar - I do today what others aren’t willing to do, so I can do tomorrow what they can’t, este nível de privilégio é tal que mais um pouco e éramos todos catapultados para Júpiter. Parem com isto.

2 comentários

Comentar post

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e filmes podem conter spoilers. Comentários insultuosos serão apagados e fascistas não são bem-vindos. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico.

Calendário

Junho 2021

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

A Ler...

Algo especial a dizer?