Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Book Lover Problems - XXVII

Aquela sensação quando acabamos um livro e ficamos a pensar que o nosso tempo poderia ter sido melhor aproveitado se tivéssemos simplesmente largado aquilo e ido fazer outra coisa. Não acontece muitas vezes, mas nada é um mar de rosas o tempo todo. Por exemplo, ontem após terminar uma leitura ocorreu-me o seguinte pensamento: de 0 a 10 quanto é que beneficiei de ter levado isto até ao fim em vez de ter desistido? Fiquei frustrada. Não ando nesta vida literária para andar a atribuir 1 ou 2 estrelas  - na contagem final a maioria tem de ter 4. Vamos ver o que reservam as próximas paragens. 

13 comentários

  • Imagem de perfil

    Sara 06.02.2017

    Até nem tenho lido livros muito maus...Mas tem sido difícil atribuir mais de três estrelas. Só dei quatro estrelas a dois. Isto de ter vontade de desistir acontece mais com livros no telemóvel - meto para lá coisas a granel e há uns em que nem chego a passar dos primeiros capítulos. Com livros em papel isto acontece menos  - escolho com cuidado. Este último que acabei ontem não gostei, mas já ia a 50% e pensei - não hás-de de ser mais forte que eu! Aquilo não ia melhorar, mas eu tenho um lado masoquista e teimoso. 
  • Sem imagem de perfil

    Paula 06.02.2017

    Mas eu escolhi bem escolhidinho, por isso, o problema não sou eu, são eles...
    Um é do Coetzee, que me impressionara com o "Disgrace" e nunca mais voltou a encantar-me. O outro é o "Revolutionary Road", que está muito bem escrito, mas tem as personagens mais sonsas, mais irritantes, a quem só me apetece dar estalos. E pronto, anos 50...
    E o teu, qual foi? Conta! Conta!
    Paula
  • Imagem de perfil

    Sara 07.02.2017

    Esses autores nunca li...O meu tinha uma personagem feminina passiva e sem sal nenhum, personagens femininas secundárias que eram todas umas piranhas (claro), personagens masculinas chatas e paternalistas, uma narrativa que parecem pequenos ensaios cosidos uns aos outros e longos debates pretensiosos sobre a arte e a vida. Cá está ele: http://www.goodreads.com/book/show/15803141-the-flamethrowers


    PS - ficastes desiludida com a Eudora Welty?
  • Sem imagem de perfil

    Paula 07.02.2017

    Nunca tinha ouvido falar desse, e pelo que dizes posso esquecer que ouvi agora, não é?! ;-)
    Só li "A Filha do Optimista" e sei que ela é muito estimada, mas a mim não me tocou. As personagens pareceram-me quase caricaturas e a filha do optimista em si uma mosca morta. 
    Diz-me o que achaste, se leste ou quando leres. Pode ser que tenhas uma perspetiva que me ajude a perceber o encanto desta obra.
    Paula
  • Imagem de perfil

    Sara 07.02.2017

    Eu gostei da filha do optimista - achei um livro inteligente que diz muito com pouco. Parece uma história simples à primeira vista mas quando começas a ler nas entrelinhas percebes que é um texto profundo sobre perda e memórias. Gostei muito da escrita...É tão poética e as imagens são tão vívidas! Especialmente na parte final. Também me pareceu haver muito simbolismo e espaço para interpretação, o que significa que podes ler mais vezes e apanhar coisas novas - também gosto disso num livro. Em relação às personagens, talvez tenha sido propositado - a segunda mulher representa o futuro e uma ruptura com a tradição da pequena cidade, enquanto a filha está presa no passado. Ela não é muito expressiva, mas consegues ver o sofrimento e o seu isolamento nos pequenos detalhes. Há uma variedade de sentimentos fortes neste livro, mas não são expressos directamente em explosões. Não sei, quanto mais penso nele mais gosto...Claro que isto é tudo muito subjectivo, também não gostei do Flamethrowers e no entanto é um livro muito cotado xD



    [ Puxa, escrevi um testamento :\ ]
  • Sem imagem de perfil

    Paula 07.02.2017

    Eu gosto de ler testamentos sobre livros, só não gosto de os escrever porque não racionalizo muito o que leio e resumo-os ao que sinto: "gostei", "adorei", "detestei" e pouco mais. Muitos anos a dissecar literatura, bah!
    Então, se já leste... Percebo o apelo de tudo que tu dizes, mas aqueles pacóvios, e as damas de honor beca, beca, beca irritaram-me tanto! Eu só pensava "Ela vai dar um murro na mesa não tarda nada. É agora... Ai, é agora... Agora é que é!", mas o livro acabou e não aconteceu nada. Nada...
    Mas a Eudora tem outras obras, pode ser que eu faça as pazes com ela!
    Paula
  • Imagem de perfil

    Sara 08.02.2017

    Achei que as diferenças de classe eram um sub-tema...O choque de valores. Quando todos se encontram dá-se um choque, embora esse choque nunca seja mostrado explicitamente. Ela não ia dar um murro na mesa, porque isso não é o tipo atitude que lhe foi inculcada, é por isso que ninguém expulsa os outros do funeral. No final nota-se que ela está a deixar o passado para atrás e a seguir em frente - uma atitude muito diferente do inicio, logo não é um livro onde não acontece nada :) Eu gosto de dissecar obras (dentro das minhas limitações claro...), não sei fazer uma conta de dividir à mão mas posso escrever uma folha inteira sobre porque é que as cortinas são azuis xD
  • Sem imagem de perfil

    Clara 08.02.2017

    Ler é analisar o que se lê, não é passar os olhos pelas frases.
    Era uma escritora com muita sensibilidade, ainda que por vezes rude para efeito choque, e com muito para se ler nas entrelinhas. Há sempre um efeito "luz sombra" interessante. Tal como McCullers e O'Connor também Welty faz uma construção de personagens e situações muito surpreendentes, a meu ver.
    A papinha está feita, está na mesa, mas nós temos que a deglutir ;)
    Conselho para a Paula, se não gostou deste livro o melhor talvez seja não ler "O coração dos Ponders", e optar pelos contos.
     
  • Sem imagem de perfil

    Paula 08.02.2017

    Clara,  para si, ler é isso. Para mim, é outra coisa. Para Y e X pode ser outra. A meu ver, a leitura é das coisas mais democráticas e pessoais que existem, não há a forma certa e a forma errada de ler, de interpretar e de absorver. Se não se gosta, não se gosta, é apenas um livro.
    Sim, espero gostar de Edna O'Brien e de muitos autores que ainda não tive oportunidade de ler. Se eu gostar das Raparigas da Província, posso sempre comprar em inglês, porque eu também consigo passar os olhos pelas frases nessa língua. Chiça, que burra nunca me tinham chamado...
    Paula
  • Imagem de perfil

    Sara 09.02.2017

    atão atão gente, vá lá :)


    Isto de leituras é como cada um, quem quiser analisa quem não quiser não analisa ;)
  • Sem imagem de perfil

    Clara 09.02.2017

    Sara, desculpa estar a usar o teu espaço para me dirigir à Paula.
    Paula, tal como escrevi anteriormente, não era minha intenção ofendê-la ou dizer-lhe como ler um livro. Muito menos chamá-la de burra, nunca tal me passou pela cabeça. Não entendo como inferiu isso.
    Lamento que tenha interpretado o que escrevi dessa maneira.
    Estamos conversadas e entendidas.
    Obrigada Sara e desculpa esta situação.
     
  • Imagem de perfil

    Sara 09.02.2017

    Da minha parte não há problema - calculei que a tua intenção não fosse essa, pelos teus comentários não me pareces o tipo de pessoa que ande por aí a chamar burra a outros ;)
    Espero que possamos vir a ter mais debates sobre livros!
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Quem Escreve Aqui

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Avisos

    As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários insultuosos serão apagados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico.

    Calendário

    Fevereiro 2017

    D S T Q Q S S
    1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728

    Sumo que já se bebeu

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D

    A Ler...

    Algo especial a dizer?

    subscrever feeds