Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Ansiedade literária: breve reflexão

Estou neste momento a ler Literary Witches de Taisia Kitaiskaia com ilustrações de Katy Horan, um compêndio que celebra várias escritoras - estou sempre interessada em celebrar escritoras (incluindo claro a que escreviam coisas degeneradas e há várias no livro), bruxas, mulheres em geral e por isso não podia deixar passar. Cada capítulo começa com uma ilustração (são lindas, já as usei em tempos num post), depois um texto ficcional e um pequeno parágrafo de biografia, terminando com sugestões de leitura. É rápido de ler e não será o livro mais informativo pois o parágrafo é mesmo pequeno, mas penso que a intenção também não era essa.

Já as sugestões posso dizer que são uma verdadeira toca de coelho e aumentam muito a ansiedade literária, entre autoras que uma pessoa já leu mas quer ler mais ou reler e as que nunca leu. Esta ansiedade é real para muitos leitores, a esmagadora sensação de que nunca iremos ler tudo o que gostaríamos - não admira que a frase tantos livros, tão pouco tempo seja tão partilhada. Pensando nisto, acho que esta ansiedade nunca me afligiu em excesso...Sempre pensei que o que tivermos de ler, leremos um dia. E pelo meio não sabemos que outros títulos cruzarão o nosso caminho e isso é muito entusiasmante. Parece que estou outra vez a falar de quantidades e da pressão, mas é uma coisa um pouco diferente - tenho essa pressão por seguir sites\blogs e ver que há pessoas que lêem imenso, fico a pensar que tenho de fazer o mesmo...

Não estou a dizer que vocês devem ler mais devagar ou de cabeça para baixo...Não é minha intenção dizer como é que vocês devem ler. No meu caso, se não tivesse um blog sentiria pouco essa pressão de terminar o mais rápido possível. Assim como sem a internet acho que não me lembraria de decorar as páginas do meu diário de leituras - os meus primeiros cadernos são tão feios e não dá para encontrar nada pois só mais recentemente é que comecei a fazer uma lista no fim do ano com todos os livros. Para encontrar algum título é preciso navegar entre hieróglifos...Mas com mais rapidez ou menos a probabilidade de lerem tudo o que desejam é a mesma que a colonização de Plutão, por isso acaba por ser uma preocupação um bocado inútil.

Alguns poderão dizer que uma certa direcção é essencial para sair do cânone masculino-hetero-branco e é verdade. Mesmo lendo consistentemente autoras desde há alguns anos a esta parte, livros como o acima mencionado vem mostrar que essas leituras foram apenas uma parte ínfima. Tento olhar para o que está por ler com entusiasmo pelas possibilidades...Quem sabe o que aconteceria mesmo que tivessem todo o tempo e todos os livros à disposição, podiam partir-se os óculos! É curioso que eu não era assim desprendida em tudo - como privilegiar livros das listas de clássicos ou nunca abandonar um a meio, ainda bem que já me deixei disso.

E agora que penso nisso, ficar entusiasmada pelas possibilidades não é o único sentimento que me lembro com agudeza dos tempos de garota. Também o sentimento de não partilhar uma boa leitura em lado nenhum - nada de blogs, canais de Youtube...Nada dessa parafernália para mostrarem como estão entusiasmados com o novo livro da Sally Rooney (Ah!) - nem sequer partilhar com alguém. Sabe bem fazê-lo é certo, ao mesmo tempo significava que a experiência era incrivelmente íntima. Uma pessoa podia apaixonar-se, chorar, viver e morrer durante a leitura e tudo ficava no interior.

Quem Escreve Aqui

Feminista * plus size * comenta uma variedade de assuntos e acha que tem graça * interesse particular em livros, História, doces e recentemente em filmes * talento: saber muitas músicas da Taylor Swift de cor * Blogger há uma década * às vezes usa vernáculo * toda a gente é bem-vinda, menos se vierem aqui promover ódio, esses comentários serão eliminados * obrigada pela visita

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Fevereiro 2022

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728

Sumo que já se bebeu

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
*

A Ler...

*
*

Algo especial a dizer?

*