Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

um desabafo sentimental....

 

 Rene Magritte, Le Pelerin, 1966

 

Digo a mim mesma que sou forte...Mais uma garfada: - "hoje esteve calor..."; "pois esteve...olha esqueci-me de comprar batatas...". Mas não há conversa de circunstância que sobreviva. Parece tudo tão mesquinho face às notícias do telejornal. Que interessa se sentimos calor, quando o país anda arder (não consigo imaginar o Gerês queimado…já basta ter de olhar para a Arrábida ardida…) e se não compramos batatas, quando há gente quer perdeu tudo com as cheias….Mas temos viver, temos de ser mesquinhos e fazer conversa…se pararmos para pensar como é que conseguimos dormir à noite? Vou para o quarto, mas não sintonizo o canal nas notícias, ponho MTV (eu sei, fracote…), para variar não dá nada de jeito. Tenho cento e tal canais e não vejo nenhum….Agora oiço:

 

“Girl, you see me smiling

Girl, i'm singing words of joy to the world

Between the lines it's hidden in the smile

Can't you hear a cry for love”

 

Tento esquecer a história dos concursos de sauna. Porque há-de alguém enfiar-se num sítio a 110 graus? Como é que vão dizer isto à mulher o tipo que morrer? “Lamento informar mas o seu marido decidiu assar-se…”. Está tudo louco. Já passei do David para a Rita sapatos vermelhos (serão de rebuçado?) .

 

“Come back to see the day,

you lost your heart and all your hopes,

i´ll take you to see the sunrise,

and try your catch your ghost”

 

Olha uma boa notícia: “Sporting proíbe vuvuzelas no Estádio de Alvalade”, deviam era proibir isso nos estádios todos…e já agora na praceta em frente à minha janela.

Com isto não liguei mesmo a televisão. Estou no site do expresso, mas deliberadamente na secção “sociedade”, onde fiquei a saber que as riscas marinheiras estão moda (fazem-me gorda…) e que um tipo vai dar a volta ao mundo à pala do Twitter. Mas que interessa isto? A voz de Ana Bacalhau (Deolinda):

 

“A noite vinha fria,

negras sombras a rondavam,

era meia-noite,

e o meu amor tardava”

 

Não tenho por hábito reler o escrevo (a não ser por correcção ortográfica…). O distanciamento permite ver as coisas com melhor clareza. Fico com a ideia da falta de sentido deste texto, mas precisava mesmo escrever o que fosse. Um fado:

 

“À espreita está um grande amor mas guarda segredo
Vazio tens o teu coração na ponta do medo
Vê como os búzios caíram virados p’ra norte
Pois eu vou mexer o destino, vou mudar-te a sorte”

3 comentários

Comentar post

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Agosto 2010

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Sumo que já se bebeu

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Algo especial a dizer?