Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

O meu útero não é da tua conta

Estava eu aqui na minha paz até encontrar mais um artigo de pasmar na secção de Lifestyle aqui do Sapo: já falei aqui dela e no material para reflexão que me fornece. Tem o título: "100 motivos para ter um filho" e diz assim"Sabemos que hoje em dia é normal as mulheres esperarem até mais tarde para serem mães e existem muitas que acabam por desistir dessa ideia em prol da carreira. Para que isso não aconteça vamos dar-lhe 100 motivos para ter um filho". Para começar ter um filho, cinco, ou nenhum é uma decisão pessoal. Quando muito do casal e ninguém devia ser "convencido" a ter ou não. E depois: para evitar que isso aconteça? Estamos a falar de uma doença? Qual é o problema de escolher a carreira? Na verdade, muitas mulheres têm uma carreira e têm filhos. E por vezes com muitas dificuldades por falta do apoio do parceiro ou da própria entidade patronal, porque as medidas de natalidade neste país são uma vergonha. Noutros países é perfeitamente aceitável levar os filhos para o local de trabalho. Quem acha que são coisas incompatíveis está enganado: 

 

 

(gloriosa foto tirada o ano passado no parlamento argentino: a deputada Victoria Donda Perez alimenta a sua filha de 8 meses)

 

A menos que a mentalidade esteja estagnada noutra era passada: homens a trabalhar fora, mulheres em casa e viva Salazar! Eis alguns dos motivos: "Comprar roupas de bebé": este é o segundo motivo apresentado. Sim, o segundo. Não valia mais comprar uma boneca? "Ter uma miniatura de si mesma": errado. As crianças não são cópias nossas, são seres únicos que precisam de desenvolver a sua própria personalidade; "Para deixar de vez a sua adolescência e tornar-se na adulta que deve ser": que deve ser? Por alma de quem? E quem diz que toda a gente que tem filhos é responsável e adulta? "Poder comemorar os feriados, mas desta vez mais especial, em família": um companheiro, pais, amigos...Isso não conta como família está visto. "Beber sumos em pacote": puxa, tenho 24 anos e ainda os bebo, quando é que irei crescer? "Nunca abandonar os animais de estimação": mas como assim? "O aparecimento dos primeiros pelos na barba": quando vejo adolescentes tenho logo vontade de ter trigémeos, vocês não? E agora o maior dos clichés: "E finalmente sentir que está completa"

 

Uma mulher sem filhos nunca será uma pessoa inteira? Mesmo que tenha amigos, um bom trabalho, faça voluntariado, tenha cães, um bom companheiro, viaje...É como diz o Freud: as mulheres ficam deprimidas na meia idade porque deixam de poder ter filhos e logo de cumprir a sua missão de vida. Ainda ontem o vi numa conferência, não espera...O Freud viveu no outro século. Nenhuma mulher é obrigada a ter instinto maternal e ninguém devia ter o direito de dizer a outra pessoa que caminho deve seguir. Somos todos diferentes! Especialmente vivendo num país com liberdade para podermos optar por um leque de opções, que podem ou não passar por ter filhos. Estes artigos só servem para perpetuar uma ideia retrógrada, preconceituosa e potencialmente nefasta: quantas mulheres que não podem ter filhos lêem coisas destas? Como se vão sentir? Porque não escrevem antes sobre coisas tipo: o que os homens não gostam que você diga. É um tema interessante e pouco abordado.

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários insultuosos serão apagados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico.

Calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Sumo que já se bebeu

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A Ler...

Algo especial a dizer?

subscrever feeds