Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Desabafos Agridoces

"Enfim, bonito e estranho, desconfio que bonito porque estranho"

Feira do Livro 2013: my preciousss...

 

 

 

Num alfarrabista comprei o Hamlet e o livro do Eça. Andei á procura de algum romance dele que me falte ler, mas não encontrei por isso trouxe este que é uma compilação de crónicas e cartas...Os do Truman comprei na Relógio D'Água. Esta editora devido ás promoções que lá tinha estava concorrida. Ora o normal seria, estando ali tanta gente, ver rapidamente o que agrada, comprar e seguir viagem...Só que algumas pessoas encostam-se ás bancas e ficam ali a cavaquear. O bom é que ás vezes dizem coisas engraçadas que eu apanho por estar ali ao pé ("sabe, eu já não sei onde por mais livros, mas não consigo parar de comprar", dizia um senhor de meia idade para um vendedor á uns anos. I know that feel...). O da Selma Lagerlöf também veio de lá. O da Paullina Simons comprei na Leya e o do McEwan consegui por um excelente preço na hora H. Algo me diz que lágrimas serão derramadas na leitura destes últimos...Ainda não aconteceu este ano. 

Feira do Livro 2013: Impressões

Finalmente lá consegui dar um salto á Feira do Livro. Tive que adiar por causa do meu teste de Macroeconomia...Só por este sacrifício acho que já merecia passar á cadeira. Aspectos positivos: o espaço, o tempo e as pessoas. A vista de cima do parque é deslumbrante. Nos outros anos nunca parei a apreciar o espaço em si...Estava tão excitada com os livros que nem reparava em mais nada, mas desta vez parei um pouco a ver a paisagem. Sem ofensa para as restantes, mas Lisboa é a cidade mais bonita do mundo. "Ah e tal, mas não conheces as outras cidades...", sim eu sei. Mas esta é a minha.

 

 

Adoro não só a vista, como as árvores que proporcionam alguma sombra e a estufa que há algures lá para trás. O espaço falha um pouco em termos práticos: a calçada é difícil de subir, lugares para estacionar quase não há...Mas comprar ou levar um livro e lê-lo enquanto nos esticamos na relva não tem preço. O tempo também ajudou: fui ao final da tarde e ainda estava calor, mas corria um ventinho agradável. Incomparavelmente melhor que o tempo do ano passado. E depois andava lá bastante gente. Claro que a maior parte era só a ver, mas de qualquer modo parece-me positivo. Julguei que aquilo ia estar ás moscas. Havia bastantes actividades a decorrer além das sessões de autógrafos habituais. Acho que é sempre importante organizarem estes eventos. Dá outra dimensão á feira.

 

 

Aspectos negativos: os alfarrabistas e a crise como um todo. As bancas dos livros usados são as minhas preferidas, mas a oferta era fraca por comparação aos outros anos. Havia alguns livros que me interessavam, mas nada de especial e os preços estavam um bocado altos. Pela primeira vez, não me pareceu que compensasse comprar ali. Também não vi nenhuma promoção de jeito no geral. Só mesmo a hora H e a Relógio d'Água com livros entre os 7,50 e os 2,50...Que vontade de levar a banca inteira! Mas acho que a hora H devia ser mais extensa...As filas que se formam logo são impossíveis. Uma pessoa perde o tempo todo a tentar pagar. 

 

 

Notava-se um certo desalento na cara de alguns livreiros, o que me parece compreensível. A crise era uma espécie de nuvem a pairar...Não havia escapatória. Já agora, devo dizer que a Leya continua insuportável...Não que eu ache que deva estar um silêncio sepulcral, mas não conseguir ouvir o meus próprios pensamentos é chato. No entanto gosto de lá passar para ver as novidades...Enfim, acho que continua a valer a pena passar pela feira, nem que seja só em passeio.

 

Pág. 3/3

Quem Escreve Aqui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários insultuosos serão apagados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico.

Calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Sumo que já se bebeu

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

A Ler...

Algo especial a dizer?

subscrever feeds