Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Os bonitos e os Feios...

Fico surpreendida com o número de pessoas que parecem genuinamente chateadas cada vez que se fala em diversidade corporal. Vêem uma mulher plus size num desfile e ficam como se tivessem visto assombração: oh não, as nossas filhas vão pensar que podem ser gordas! Que mau exemplo! Que politicamente correcto! Podia fazer um texto enorme sobre como tudo isto é bullshit, mas não estou com paciência porque cada vez que olho é isto que eu vejo: meninas que não se conseguem olhar no espelho e que são constantemente bombardeadas com a ideia que nunca serão amadas se não forem assim ou assado; actrizes que são afastadas de filmes por serem velhas...Enquanto estamos a criticar o corpo alheio, uma adolescente está meter os dedos pela garganta abaixo porque não consegue ser igual ao que vê na TV. Enquanto discutimos se as mulheres devem usar burkinis ou se devem usar menos maquilhem, uma menina teve de abandonar a escola ou viu a mãe ser morta à pancada. Parece-me que algumas pessoas gostariam de voltar aos anos 50: mulheres só na cozinha e negros enforcados...Porque continuamos a julgar outros de maneira tão cruel?

 

 

 Não importa o país onde vocês...

(foto tirada daqui)

 

 

 ...acordam todas as manhãs,

(Foto tirada desde blog)

 

 

 ou se o vosso corpo tem algumas particularidades...

(Foto tirada daqui)

 

 

 ...vocês são lindas à mesma!

(Foto tirada daqui)

Boas Notícias - I

 

O presidente da câmara de Londres baniu o body shaming dos transportes públicos. Anúncios como este (que já tinha sido alvo de críticas e mesmo de uma petição a exigir a sua retirada) que pressionem as mulheres a aderir a um modelo irrealista e a terem vergonha do seu corpo já não têm lugar em comboios, metro e autocarros. Considero uma óptima medida. Devíamos aproveitar aqui e chutar os anúncios da Depuralina para o final da noite no máximo...Aquilo é um vómito. Infelizmente não tardam aí. Nunca é demais passar esta mensagem: quer ter um corpo de praia? Só é preciso duas coisas - uma é um corpo (e com excepção dos espíritos não corpóreos que possam estar a ler, todos cumprimos este requisito) e outra é deslocar-se até à praia. Simples. 

Dear Fat Girl

O nível de fatphobia na nossa sociedade é muito elevado. Quando dizem que as mulheres são todas umas neuróticas imagino o que seria criar uma menina (e mesmo um menino) num mundo sem certas revistas e programas de TV, sem pressão...E quando se fala em positivismo corporal as pessoas associam logo a conceitos errados: não é incentivar à obesidade, mas a que todas as pessoas se sintam confiantes e gostem de si. Decidi fazer mais um top ten: coisas que as raparigas gordas já ouviram ou vão ouvir. Já agora no post que tive em destaque sobre feminismo pediram-me para divulgar um blog que faz parte de uma investigação sobre obesidade e imagem corporal: se quiserem vão lá e deixem o  vosso testemunho (anónimo) - aqui. Agora vamos lá: 

 

1ª. És gorda, mas és bonita: Não se pode ser as duas coisas. Como a palavra "gorda" continua a ser considerada um insulto as pessoas sentem que devem acrescentar um mas de piedade; és gorda, mas tens uma cara bonita ou és gorda, mas tens um bom coração. 

 

2ª. Que dieta estás a fazer agora? o bom de haver tantas é que dá para inventar uma com um nome engraçado e trollar os cuscos. Um dos privilégios de ser magra  que eu cobiço é poder colocar uma foto minha a comer pizza e receber mensagens a dizer que não dou a mínima para as regras e que sou uma rebelde...Em vez de dizerem que sou nojenta. 

 

3ª. Se fosse a ti fazia isto: resultou com a prima de uma vizinha de uma amiga...É sabido que o corpo das mulheres em geral é considerado bem público: quando é que devemos arranjar marido, ter filhos, etc...E claro - há quem fique logo interessado em partilhar conselhos, porque é para vosso bem como se vocês andassem com um relatório médico colocado na testa. 

 

 

4ª. Não queres um namorado? Se vocês não forem magras nunca serão amadas: imaginem esta ideia a entrar todos os dias na cabeça de milhões de meninas. Este mundo diz que só podemos ser princesas se tivermos um príncipe e que temos de fazer tudo para não acabarmos esquecidas na prateleira. Depois ficamos neuróticas e o pessoal faz piadas. Mais: devemos ser competitivas - assim ao ver outras mulheres ficamos contentes por não estar "tão mal". Esta sociedade Injecta tanta vergonha que acabamos por projectar essa vergonha sobre os outros. 

 

5ª. Ele gostava mais de ti se fosses magra:  Às vezes as pessoas fazem coisas por outras que depois se constata não merecerem assim tanto. Quando oiço isto penso: somos de carne, não vamos ficar jovens e fantásticos para sempre...Se uma relação já começa nestes moldes o que será o resto?

 

 

O Diário das Nossas Imperfeições

(tirei daqui)

 

Como moça com peso a mais fui aprendendo umas coisas ao longo da vida...Por exemplo, que há um código de roupa para cada tipo de corpo e se vocês forem gordas é bastante restrito: calções, biquínis, tops, vestidinhos, padrões com riscas, mini-saias, cores claras que chamem a atenção...Olá jovem gorda aqui está a sua melhor amiga: a cor preta. E os seus conselheiros: os artigos das revistas que ensinam a tapar as diversas misérias. O que não se pode fazer: não é como se vocês pudessem estar sentadas na borda de um fontanário numa praça qualquer a comer algodão doce e a ler um romance...É uma imagem romântica mas não se forem gordas ou pelo menos eliminem a parte do algodão - gorda comer coisas dessas em público é admitir o erro ainda por cima estão a influenciar os outros a fazer o mesmo. Não querem que as pessoas vos respeitem? Coisas que não devem dizer: que gostam de pizza se não querem levar com um olhar reprovador se bem que se responderem alface levam com ele à mesma: gostas, mas não deves comer muita. Ou: essa nova dieta não me interessa muito...Erro fatal.

 

Uma gorda tem de estar sempre obcecada por dietas...Coisas que não devem sentir: auto-confiança. Ou sentirem-se bonitas, ou livres - tirarem a roupa e correrem para debaixo de um repuxo sem enojar ninguém. Ou amor: "se perdesses esses quilinhos ele olhava logo para ti". Vergonha, no entanto, é algo que vocês podem sentir à vontade e todos os dias. Depois fui notando que tal sentimento revigorante era extensível até a quem não tinha gordura a mais. Eu pensava que se até as modelos se sentem pouco confiantes às vezes apesar de serem bonitas e magras então não existia esperança para mim. No Verão é sempre pior...Aqueles anúncios. Os meus preferidos são os da Depuralina que mostram uma jovem deprimida enquanto atrás duas "em forma" escolhem roupas alegremente. Não há grande diferença entre esse anúncio e um monte de entulho na sarjeta, excepto que o monte de entulho não pratica bullying com ninguém, só está ali sossegado. 

 

Lá acabei por chegar à grande verdade: todos são bonitos independentemente de qualquer padrão previamente estabelecido. Demorou um bocado. Na verdade é mais um work in progress. Alguns dias não são assim muito bons...Mas parte-me o coração que metam estas ideias horríveis na cabeça de meninas (e meninos) pequenos e jovens. A net nem sempre é o melhor sítio para falar disto a julgar por algumas coisas que se lêem, desde insultos até argumentos como " não devias publicar essas fotos porque estás a incentivar à obesidade". Queria ganhar um euro toda a vez que encontro esta balela. Os blogs não escapam, há muito polícia da moral a escrever por aí - "não imaginam a baleia que vi na rua hoje...Porque não se vestem estas pessoas com a roupa indicada para o seu corpo?" Felizmente, nem tudo é mau: há gente que indiferente aos insultos não deixa de se mostrar. Fico super contente quando encontro páginas pessoais ou sites que incentivam ao positivismo corporal e mostram que não há nada de vergonhoso nos pneus a mais, nos ossos salientes, nas cicatrizes, nos sinais, na cor...Não é o que temos a mais ou a menos que nos deveria definir certo?

 

Quem Escreve...

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé