Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Feira do Livro 2017: o que trouxe e assim

A FL parece cada vez mais uma espécie de feira da ladra não é? Dá ideia que se pode vender de tudo lá, sem falar no barulho. E nada contra o aumento de sítios para comer, mas não estará a ficar um bocado demais? Só quero ver livros em paz. Ainda assim fiquei com vontade de provar os waffles. O que acabei por provar foi uma cerveja com limão que estavam a dar sei lá onde e que não é grande coisa. Num plot twist inesperado: a de frutos vermelhos é boa. Será que dá para se ficar bêbedo com isso? Eu curtia ficar bêbeda na FL: era a única maneira de aguentar aqueles preços e a escolha musical em certos stands. Mas não é preciso estar nesse estado para se sentir uma tremura no coração quando se olha lá de cima...Puxa, como é bonita esta cidade. Muito calor e muita gente deixou-me grumpy a cair para o sentimental. Vi uma menina bem pequenina que pulou do seu carrinho e disse que queria um livro - e queria escolher sozinha. Crianças nunca têm livros a mais.

 

 

E os adultos também não. Tinha a intenção de comprar só escritoras e até cheguei bem cedo para ver as coisas com olhos de ver...Era o que tinha de fazer, pois elas estavam lá. O processo de escolher foi simples, era só chegar a qualquer banca e: este não, este não, isto será um autor? ok esquece, tu definitivamente não...Reparem: a colecção de clássicos essenciais RTP - o ano passado comprei dois. Títulos muito apetecíveis. Já foram lançados nove. Mas quantas autoras até agora? Zero. Se não se dão ao trabalho de incluir nenhuma, então também não me apetece continuar a comprar a colecção. É um exemplo. Tenho mais autores do que autoras na pilha dos livros por ler e isso é algo a mudar. 

 

 

O Slaughterhouse 5 foi a única excepção porque já o li e queria uma versão em papel - que por acaso estava nova, a um preço muito bom, no meio de outros livros avulsos. Nunca li nenhuma das autoras que trouxe: mal posso esperar por experimentar! Nem consegui arrumá-los assim que cheguei, tive que colocá-los sob a cama e folhear cada um deles. Sou uma booklover, não me julguem. Sniffar livros, abraçá-los, e\ou ficar a apreciar capas e lombadas durante 15 minutos seguidos são comportamentos que deviam ser considerados normais naquele recinto. A Mulher-Casa também estava nos avulsos e os outros três foram em segunda mão. 

 

 

 (Compras na Leya)

A minha ida à FL 2016

Aconteceu na Segunda Feira, à noitinha. O objectivo era só dar uma vista de olhos descontraída, mas uma vez lá quem é que resiste? Acabei por despachar as compras todas. Cingi-me ao meu percurso já habitual: Leya, alfarrabistas e Relógio D'Água, mas acabou por dar para ver um pouco de tudo. Talvez ainda volte noutro dia só para passear e tal...Assim como assim já há stands que costumo passar à frente para não ficar triste com a quantidade de títulos apetitosos que não posso comprar. Estava pouca gente, mesmo durante a hora H (aproveito para dizer que não percebi como é que funciona a hora na Porta editora: só livros com autocolante laranja? Excuse me?). Foi bom porque não estava com muita paciência (aka: joelhos esfolados de fresco) para uma corrida de obstáculos. Claro que quanto mais gente mais hipóteses de ouvir coisas engraçadas. Felizmente estou cada vez melhor na técnica de permanecer impávida: aqui estou calmamente a ver livros enquanto por dentro me escangalho a rir. Também na versão: aqui estou calmamente a ver livros enquanto por dentro desejo que as pessoas atrás sejam obliteradas para o espaço sideral. Tipo os casais que decidem parar do nada para se beijar ou as pessoas que estavam a gozar com o nome da Chimamanda. O tempo também estava agradável: um bocadinho frio, nada de mais. Continua a ser bom ir à Feira. 

 

 

 Não podia perder a oportunidade de trazer novos livros dos meus homens

 

(O Fio da Navalha tem 2 de Fevereiro de 1971 escrito a caneta no interior...Puxa)

 

 

E ainda: outro bom autor, a rainha do crime (a 3 euros, uma pechincha) e a autora do nome engraçado

 

FL 2016: are you ready?

Já há pessoal a fazer planos para a Feira do Livro de Lisboa que começa dia 26 desde mês. Eu sou mais do tipo de ir e ver o que há...Como nunca sei o que vou encontrar também nunca sei o que vou trazer. Normalmente vou um dia. Seria mais fácil ir vários, mas para quê quando se pode passar ali uma tarde para cima e para baixo até ficar com bolhas nos pés? Depois volto para a hora H - aí já tenho o que comprar em mente, pois quando a hora começa uma pessoa já tem que estar na fila para pagar ou nunca mais de lá sai. Vai ser no sítio do costume - com aquela vista sobre a cidade mais bonita do mundo e diversas oportunidades para além dos livros: passeio, piqueniques...Mesmo quem não quer saber da feira passa ali um bom dia. Agora há muita variedade em termos de restauração...Se bem que a respeito de comida não posso opinar porque, como já contei, esqueço-me sempre dessa parte. 

 

Detalhes importantes: levar água, um chapéu e calçado confortável. Se chover cuidado que aquela calçada fica bem escorregadia. Para quem tem possibilidade usar transportes, pois os lugares para estacionar são escassos. Há três situações em particular que acho inquietantes: pessoas que deixam crianças pequenas correr sem supervisão e quem leva cães, especialmente de pequeno porte, para o meio da confusão...Se o objectivo for um passeio nos arredores tudo bem - mas para o meio da Leya a um Domingo! Ao menos coloquem-lhes uma trela e não os deixem chiricar toda a gente...Eu não me importo, aliás se vocês forem donos de um grandão peludo faço até questão, mas temos que aceitar que nem toda a gente pensa assim. Nem pensar em empurrar os outros, especialmente pessoas de um metro e cinquenta e oito que já por si tem dificuldade em chegar ao topo das bancas, ou seja, a minha pessoa. Já basta ter de subir para as plataformas para chegar às laterais...

 

O ano passado houve pessoal que se queixou de que comprar na Feira não era compensador: não é se vocês só comprarem as últimas novidades...O desconto é o mesmo que encontram na Fnac. Mas há muitas formas de poupar: hora H, livros a cinco euros em diversos sítios, livro do dia, alfarrabistas...Sou grande adepta destas últimas bancas, principalmente para comprar clássicos. Não há melhor: comprar um livro a 15 euros quando li encontro por 5? O ano passado nenhum dos que comprei custou mais de dez euros. É tudo uma questão de não comprar por impulso e escolher bem: querem mesmo esse livro? Não vão perder a vontade de o ler assim que chegarem a casa? Conhecem o autor? E depois da Feira: hora de mostrar as compras a toda a gente por meio de belas fotos!

Ainda Sobre a FL

As idas à Feira do Livro têm sempre efeitos colaterais. Um deles notei logo que cheguei a casa: objectivamente, onde é que vou arrumar isto? Como na estante já não há espaço livre tive que desocupar uma caixa onde tinha guardado calçado. Há uns tempos atrás tive que desocupar outra caixa, ou seja, além da própria estante agora tenho dois caixotes avulsos no chão. Coisa linda, mas por enquanto não há alternativa. Sou muito picuinhas em alguns aspectos - nada de segundas filas. Uma vez alguém aqui me deu a sugestão de colocar um calço no fundo da prateleira de modo a que os livros de trás ficassem mais visíveis, mas não encontrei material apropriado. O segundo efeito: não mais livros comprados nos próximos tempos. Não que em perspectiva tenha gasto muito - só dois dos livros é que custaram mais de cinco euros. Serei a única pessoa a achar que na FL ainda se consegue poupar bastante? Mas é mais por uma questão de logística e bom senso. O terceiro: não mais livros na mesa de cabeceira enquanto não acabar os que lá estão, não interessa o quão entusiasmada esteja com as novidades - nada de começar de forma insana a ler tudo ao mesmo tempo...Afinal sou uma leitora perfeitamente organizada! Por acaso não tive muito trabalho a encontrar um novo lugar para o calçado que tirei da caixa acima mencionada...Uma leitora com as prioridades de compra algo desajustadas. Se calhar devia fazer algo para mudar isto.

Quem Escreve...

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé