Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Entretanto: livros novos

 

Estava a pensar fazer um post sobre o que ando a ler mas era meio complicado, então lembrei-me de mostrar as minhas aquisições recentes incluindo aqueles que trouxe com o cartão Fnac. Foram dois, escolhidos após demorada reflexão. Na verdade não foi assim tanto: concentrei-me nos meus autores preferidos e dentro desta esfera naqueles que custassem 15 euros ou menos. Escolhi o Castelo (já li os primeiros capítulos e não percebi nada...Kafka, meu amor) e depois fiquei indecisa entre a Munro e o Nabokov - optei por este último. Só que depois na secção dos comics vi o Maus. Não era barato, mas queria tanto...Estou a contar que seja bom! À saída havia bancas com livros usados e pesquei os Três Mosqueteiros e o Cadernos de Dom Rigoberto. Fiquei super contente porque tinha estado com este ultimo na mão na Fnac e custava 17 euros. O da Pearl e o Arquipélago de Gulag vieram pelo correio. O Arquipélago é só o primeiro volume...A única vez que editaram a obra por cá foi nos anos 70 para aí e por isso são difíceis de encontrar...O segundo é praticamente impossível. Mais vale um que nada, além disso estava barato. São todos tão lindinhos, não dá para resistir...

A aquisição mais recente...

 

...e que é uma lindeza. Apetece-me dançar com ele pelo quarto, mas o tamanho desencoraja essas demonstrações de alegria. Provavelmente vai acabar por ficar um bocado estragado depois de o ler: pegar, pousar, folhear, abrir (ai esta lombada), sublinhar...Essas coisas. Ainda não sei quando é que vou começar, porque acabei agora o Norwegian Wood. Não foi planeado, mas agora quero fazer uma pausa - nunca é bom quando as relações vão depressa demais. Neste momento não estou a ler nada, quer dizer nada por acabar na mesa de cabeceira. Ando tão boa menina...

Os tais...

hj2.JPG

 
...Livrinhos novos que mencionei no post anterior. Já agora aproveito para alertar para o facto de os livros não deverem ser tirados das prateleiras puxando pelo topo da lombada - há imensos livros na Fnac (e noutros sítios é claro) que estão vincados nessa parte de tanto terem sido puxados e é chato para quem pretende comprar especialmente se só houver aquele exemplar em stock. Agarrem a lombada pelo meio e depois voltem a arrumar gentilmente. Juro que há pessoas que só falta andarem a chuta-los pelo chão...E ter as mãozinhas limpas também. Já basta o pó que eles apanham naquelas estantes. E agora por qual destes começo? Ainda tenho dois na mesa de cabeceira por acabar, mas...
 

Livros comprados e memórias...

DSC01189.JPG

 

Há uns tempos atrás escrevi um post sobre a minha preferência por livros usados. É basicamente por uma questão monetária - muitas pessoas viram-se obrigadas a desfazer-se dos seus livros ou simplesmente não querem guardar algo que já leram e não vão reler... São os efeitos da situação actual, não que antes não se vendessem todo o tipo de coisas em segunda mão, mas parece haver agora uma maior receptividade em relação a esta opção. Quer na internet quer em espaços físicos encontram-se livros a preços em conta e há uma grande variedade, não apenas clássicos mas também alguns recentes. O estado de conservação também varia: há os quase novos e aqueles mais mofados. Costumo encomendar pela net que é mais cómodo embora os atrasos me façam panicar. 

 

Até agora todos vieram como mais ou menos atraso e com mais ou menos amolgadelas...Tenho de colocar um aviso na minha caixa: "tem encomendas? Coloque-as com gentileza". Acho que sobretudo os senhores deviam aprender o valor da gentileza nos vários contextos da vida...Também há outro motivo para gostar de livros usados, mas é do foro romântico: adoro tudo o que os envolve para além da história em si. Ás vezes encontram-se cartas lá no meio, estão assinados (melhor ainda quando têm nome e data) ou trazem outros pormenores preciosos como o preço (dez escudos, oitenta escudos...) ou do género: se quiser receber o resto da colecção escreva para o seu livreiro. Já ninguém escreve cartas e livreiros também a onde é que já vão...Gosto de juntar estes pormenores e criar histórias paralelas: que tipo de pessoa leu aquele livro e onde, será que gostou? Ás vezes nota-se que eles não foram muito lidos quando as páginas ainda estão pegadas...Não sei porque é que é antigamente o miolo dos livros vinha todo pegado obrigando a andar ali á tesourada. Faz-me pensar o quanto estes pedaços de memória estão ameaçados...Substituídos pelo frio e pelo impessoal. São camadas que vão sendo acrescentadas. Uma pessoa deixa a sua marca e depois outra e outra...Uma assinatura rabiscada no canto, uma passagem sublinhada, ou o simples facto de ter sido lido, até chegar ás nossas mãos e nós próprios acrescentamos qualquer coisa.

 

Então o mês passado comprei estes livrinhos: estão velhos, cheiram um bocado a mofo...E são lindos! A Mãe é de cinquenta seis o que faz dele possivelmente a coisa mais idosa aqui em casa, O Édipo não sei mas está assinado e tem a data de sessenta e um, o Processo é de setenta e seis com direito a rubrica também. Claro que para algumas pessoas não são assim tão velhos, mas vejam bem: eu nasci noventa e um portanto tudo o que seja um pouco abaixo disso é ancião para mim. Nem sei como lhes tocar...Não quero que se estraguem. A minha mãe diz que assim que acabar de os ler devia deita-los para o lixo, mas é óbvio que não vou fazer isso. Tadinhos dos meus velhinhos...Falo muito neles, mas tenham paciência. Também eu estou a ficar velhinha, acho que aliás os homens tendem a sofrer do mesmo mal que os livros: condições adversas do meio, passagem do tempo, brutalidade injustificada, esquecimento...Já estou a acabar o Processo, que é excelente tal como já estava a contar, e em breve darei mais notícias sobre os restantes. Não foram as únicas comprinhas em virtude de uma vontade súbita de ter livros novos, mas agora vou portar-me bem.

Quem Escreve...

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé