Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Lucky Ones

Há dias encontrei na net a história de um senhor que todos os dias, sem falha, visita a campa da falecida esposa. Quando tenho insónias e não me apetece ler, abro o pc e deixou-me navegar por sites aleatórios onde leio de tudo um pouco desde artigos sobre a época vitoriana até listas com as estradas mais assombradas da América...Nunca sabemos que informação pode vir a ser util não é? E depois há coisas que encontro e me deixam a pensar. Este foi um desses casos. Segundo o artigo, o senhor e aquela que veria a ser sua esposa trabalhavam na mesma empresa em Hong Kong mas nunca tinham contactado, até ao dia em que ele anunciou casualmente em voz alta que ia ao cinema ver um certo filme. Por coincidência, que as há, ela também queria ver esse filme por isso decidiram ir juntos. A partir dai começaram a falar e lentamente foram-se apaixonando (adoro esta ideia de uma pessoa se ir apaixonando...Nos livros é tipo os protagonistas olham-se uma vez e pronto já está). Casaram e viveram felizes durante umas notáveis quatro décadas. Quando ela faleceu, o senhor ficou de tal maneira infeliz que começou a ir todos visitar a campa e continua a faze-lo apesar da idade e de andar com dificuldades...Diz que o faz porque continua a ama-la. Eu não sou uma pessoa muito romântica, na verdade tenho o amor em grande descrédito. As pessoas são egoístas e só se preocupam em satisfazer o seus próprios interesses.

 

Sobretudo não parecem interessadas em fazer muito esforço umas pelas outras. Do que tenho observado creio que qualquer tipo de relação envolve esforço. É tipo ficar a ouvir a outra pessoa a desabafar á uma da manhã, mesmo quando estamos a morrer de sono ou relevar os 3459 defeitos que ela como todas terá. Não é só fazer likes numas fotos do face...Também leva tempo e ninguém está para isso. Para que perder tempo tentar compreender alguém quando se pode tão facilmente substituir essa pessoa? Também sou terrivelmente mesquinha ás vezes e claro egoísta. Não pretendo mandar moral...É a minha opinião. Admito que sou pessimista em relação ao género humano...Mas depois há histórias como a de cima. Apesar da minha total falta de crédito no amor (Já agora que tal pararem de publicar aquele vídeo dos beijos? já não se aguenta), ficou sempre um nada comovida quando leio coisas destas. Não consigo imaginar o que é ficar quarenta anos ao lado da mesmo pessoa. Ou melhor ser feliz ao lado da mesma pessoa durante esse tempo. É algo que contraria o meu pessimismo. Parece que há pessoas mais sortudas que outras neste mundo...

 

Quem Escreve...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé