Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Leituras e Perguntas

Ler um bom livro é um prazer, ainda mais quando abre novas janelas: para outros títulos, histórias ou personagens...Gosto muito de encontrar referências. Acabamos um livro e acabamos também com mais dois na wishlist. Aconteceu-me agora com o Fala, Memória do Nabokov: é um livro maravilhoso! Apetece-me começar a lê-lo de novo, só porque sim. E deu-me a conhecer algumas senhoras como Bertha von Suttner, escritora, pacifista e a primeira mulher a ganhar o prémio Nobel da paz em 1905, e Maria Sibylla Merian, naturalista e ilustradora alemã do século XVIII que se destacou no estudo das plantas e dos insectos. Embora fora do contexto do livro não posso deixar de mencionar outra figura que encontrei: Marguerite Higgins, correspondente durante a WW2, Guerra da Coreia e do Vietname e que foi a primeira mulher a receber o Prémio Pulitzer de Reportagem Internacional em 1951. 

 

Outro exemplo: há uns tempos li um livro que era a biografia ficcionada de Espiridiona Cenda, uma bailarina e cantora de finais do século XIX que media apenas vinte e seis polegadas de altura. À volta desta história, já de si épica, havia muitas outras incluindo a da jornalista que deu a volta ao mundo e da cortesã francesa por quem homens cometiam suicídio. Estava sempre a interromper a leitura para ir ao pc pesquisar. Aliás, foi por causa desta variedade de figuras que decidi abrir uma rubrica aqui no blog. Na altura pensei que teria material para alguns posts...Só para constatar passado pouco tempo que as conquistas femininas dariam para um blog inteiro.

 

Mas isto também faz pensar: porque é que os homens têm mais direito a ser reconhecidos e\ou a receber prémios mesmo quando fazem o mesmo ou até menos que uma mulher? Porque é que um género é considerado inútil para o progresso da sociedade mesmo quando faz descobertas que contribuem para esse progresso? Porque temos de fazer mais esforço para ser respeitadas? Qual é a justiça de fazer comparações quando fomos impedidas de aceder ao conhecimento por séculos? Amava que alguém fizesse um filme ou série sobre as mulheres portuguesas que se disfarçavam de homem para entrar nas faculdades! Porque é que se continua a ensinar uma História que nada tem de universal? Porque tenho de continuar a fazer estas perguntas neste século? 

4 comentários

Comentar post

Quem Escreve...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé