Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Distopias?

 

Há uns dias atrás comecei a ler o Clockwork Orange. Estava na hora do jantar e não apetecia ligar o pc por isso fui á estante e tirei a primeira coisa que apareceu. Por lógica devia ler os livros que já estão á espera há mais tempo, mas enfim...Peguei no livro, uma edição de capa dura bem catita que entretanto se desfez, li os primeiros capítulos e fui então jantar. Esta é única altura em que vejo notícias, fora isso leio o que me interessa na net, e entre as coisas do costume vejo uma peça sobre uns assaltos numa faculdade do porto levados a cabo por miúdos de quinze e dezassete anos, pelo vistos armados...Antes que eu tivesse tempo de dizer algo, a minha mãe começou com um discurso sobre como estes jovens andam violentos e como o mundo está cada vez mais louco. Fiquei a pensar nisto e quando voltei ao livro senti um arrepio na espinha...É que tinha pensado que a Laranja era uma distopia, mas se pesarmos o que é distópico e o que se pode aplicar á realidade a primeira fica a perder. Estamos assim tão longe do que é  descrito neste livro?

 

Não nos entra todos os dias violência a um nível insano pelos olhos a dentro? Acho que o conceito de distopia está a ficar um bocado ultrapassado, deviam classificar estes livros simplesmente como factos do nosso mundo. É por isso que isto que estou a ler agora me arrepia. Pela violência também claro (ficar indiferente ao sofrimento é outro inquietante sinal dos tempos...Alguém vira a cara quando aparecem cadáveres nas notícias?), mas sobretudo porque um dia poderemos estar a viver num mundo paralelo àquele. Isso é o que assusta mesmo...Talvez eu seja pessimista e de facto devo confessar que acredito pouco no ser humano, mas é assim que penso. "Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo. E examinai, sobretudo, o que parece habitual. Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural", já dizia o Brecht que também viu muita ultraviolência nos dias dele...Especialmente quando pessoas pegam, por exemplo, no Orwell e pensam que aquilo é um manual sobre como governar bem um país. Mal sabia o autor que o grande irmão ia estar mesmo em todo o lado. You can run away but...

2 comentários

Comentar post

Quem Escreve...

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé