Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Dear Fat Girl

O nível de fatphobia na nossa sociedade é muito elevado. Quando dizem que as mulheres são todas umas neuróticas imagino o que seria criar uma menina (e mesmo um menino) num mundo sem certas revistas e programas de TV, sem pressão...E quando se fala em positivismo corporal as pessoas associam logo a conceitos errados: não é incentivar à obesidade, mas a que todas as pessoas se sintam confiantes e gostem de si. Decidi fazer mais um top ten: coisas que as raparigas gordas já ouviram ou vão ouvir. Já agora no post que tive em destaque sobre feminismo pediram-me para divulgar um blog que faz parte de uma investigação sobre obesidade e imagem corporal: se quiserem vão lá e deixem o  vosso testemunho (anónimo) - aqui. Agora vamos lá: 

 

1ª. És gorda, mas és bonita: Não se pode ser as duas coisas. Como a palavra "gorda" continua a ser considerada um insulto as pessoas sentem que devem acrescentar um mas de piedade; és gorda, mas tens uma cara bonita ou és gorda, mas tens um bom coração. 

 

2ª. Que dieta estás a fazer agora? o bom de haver tantas é que dá para inventar uma com um nome engraçado e trollar os cuscos. Um dos privilégios de ser magra  que eu cobiço é poder colocar uma foto minha a comer pizza e receber mensagens a dizer que não dou a mínima para as regras e que sou uma rebelde...Em vez de dizerem que sou nojenta. 

 

3ª. Se fosse a ti fazia isto: resultou com a prima de uma vizinha de uma amiga...É sabido que o corpo das mulheres em geral é considerado bem público: quando é que devemos arranjar marido, ter filhos, etc...E claro - há quem fique logo interessado em partilhar conselhos, porque é para vosso bem como se vocês andassem com um relatório médico colocado na testa. 

 

 

4ª. Não queres um namorado? Se vocês não forem magras nunca serão amadas: imaginem esta ideia a entrar todos os dias na cabeça de milhões de meninas. Este mundo diz que só podemos ser princesas se tivermos um príncipe e que temos de fazer tudo para não acabarmos esquecidas na prateleira. Depois ficamos neuróticas e o pessoal faz piadas. Mais: devemos ser competitivas - assim ao ver outras mulheres ficamos contentes por não estar "tão mal". Esta sociedade Injecta tanta vergonha que acabamos por projectar essa vergonha sobre os outros. 

 

5ª. Ele gostava mais de ti se fosses magra:  Às vezes as pessoas fazem coisas por outras que depois se constata não merecerem assim tanto. Quando oiço isto penso: somos de carne, não vamos ficar jovens e fantásticos para sempre...Se uma relação já começa nestes moldes o que será o resto?

 

6ª. Devias gostar de piropos: a ideia generalizada de que uma rapariga gorda deve agradecer por qualquer migalha de atenção. Um tipo fala connosco sobre estar a chover e temos de abanar a cauda. E se ele mostrar interesse devemos ajoelhar-nos logo. Temos de estar tão desesperadas que aceitamos tudo até mostras de interesse que não foram solicitadas. Até sexo à força: lembro-me de ter lido algures sobre uma escritora americana a quem um tipo no Face disse: não serves nem para ser violada. Há quem se queixe de nunca ter um ouvido um piropo: quão destruída tem de estar a nossa confiança? E ter padrões é um luxo: devemos ficar contentes até com uma relação de porcaria. 

 

 

7ª. Que rapariga de sorte! E depois de estarmos comprometidas? Acabou? Não. Vai haver sempre alguém a gabar a vossa sorte de terem achado uma pessoa que não vos acha nojentas e sebosas - o vosso valor é tão diminuído que o direito básico de ser respeitado não existe. Eles tão juntos? Pois ela tem um bom coração, coitadinha - e a outra pessoa um grande coração por ter piedade de vocês ao ponto de vos levar para cama e de querer comer o vosso rabo gordo.

 

8ª. Isso na língua deve passar numa semana, não te faz mal ficares uns dias sem comer: seria de esperar a compreensão dos profissionais de saúde, mas nem sempre. Há os que gostam de falar de nutrição mesmo que vocês tenham lá ido só por causa de uma alergia. Só nos resta sorrir ironicamente e correr daquele consultório. Alguns procedimentos e exames são um terror para mulheres gordas...

 

9ª. Não queres que o teu rabo ocupe dois lugares: Mais uma criação da sociedade patriarcal - as mulheres devem ser pequeninas. Devem ser mais baixas para poder encostar a cabeça no peito do parceiro (que romântico!) e maneirinhas para serem pegadas ao colo. Mais: devem ocupar o menor espaço possível. Tanto a nível psicológico como físico. Pernas fechadas, costas direitas, mãos no colo! Diz-se que atrás de um homem está uma mulher e não é mero ditoche: é aí que o mundo diz para estarmos. Extremosas e lindas Penélopes! Logo se vocês forem altas e\ou grandes estão a infringir as regras e devem ter vergonha não só de existir, mas de existir ocupando tanto espaço. E basta ver como as actrizes grandes estão confinadas aos mesmos papéis e como, por exemplo, a literatura para jovens está cheia de personagens brancas sem qualquer diversidade corporal. 

 

 

10ª. Não tens o corpo certo: esse código social que diz o que podemos ou não vestir - e que se vocês tiverem bastante peso se reduz quase a uma burca. A partir do momento em que alguém se está nas tintas e decide usar o quer está a quebrar as regras: tops, vestidos, roupa florida...As revistas estão cheias de dicas envenenadas para "esconder". Depois chegam à blogosfera e vêem longos textos sobre como mulheres gordas na praia é uma ofensa. Uma até usava um biquíni! Como ouvi recentemente: a vida é demasiado curta para não sentirmos o calor do sol na pele. É verdade. 

 

14 comentários

Comentar post

Quem Escreve...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé