Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

A Importância de ler Autoras

Como contei num post anterior, há uns tempos li um livro cuja história se passava numa maternidade. Fez-me pensar em algumas coisas: por exemplo, nunca tinha pensando neste tema em particular como sendo interessante ou digno de valer todo um romance de 200 páginas. Não sei se isso se deve às minhas características pessoais, à educação machista que todos recebemos ou por parecer um assunto corriqueiro - afinal nascem crianças todos os dias. Quem quer ler sobre mulheres prestes a dar à luz quando pode ler sobre uma expedição épica nas montanhas ou coisa do género? Comecei a pensar na hierarquia que faz com que algumas coisas sejam consideradas dignas e outras não. E quanto mais lia sobre as angústias daquelas personagens, mais pensava no valor que damos à experiência feminina. Já no final há uma parte que falava da importância das mulheres partilharem estas experiências, algo em que também nunca tinha pensado. Puxa, um tipo pode contar tudo e até partilhar coisas que ninguém pediu para ver. Não há tabus. As opiniões de um homem são sempre mais valorizadas: "Hoje o tema do debate é reprodução feminina. Tenho aqui comigo um advogado, um médico e dois tipos aleatórios que encontrei pelo caminho". Não seria chato se arranjassem jardineiros para debater neurociência?

 

Não faltam histórias no feminino, o problema é mesmo de percepção: a maneira como olhamos para essas histórias e da importância que lhes damos. Recentemente aconteceu-me a mesma coisa com um livro da Alice Munro, O Amor de Uma Boa Mulher. Houve uma cena que me deixou a pensar (quer dizer houve várias, afinal trata-se de Alice), que foi o momento em que uma das personagens mostra o seu velho vestido de noiva a uma rapariga mais nova: pode parecer ridículo, mas nunca tinha pensado na quantidade de sonhos e ilusões contidos nestes pedaços de tecido. Ou analisando o que acontece na maioria do planeta: quantos anos de sonhos destruídos e servidão. Por tudo isto, pelo que obriga a pensar, acho cada vez mais importante ler escritoras com regularidade. 

30 comentários

Comentar post

Quem Escreve...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé