Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Morte e venda de livros


Sei que Saramago já morreu há algum tempo, mas provavelmente todos ainda temos presente as imagens do funeral: o caixão, muita gente a chorar e outras tantas a dizer que ele era um máximo. Isto das pessoas, em Portugal, só serem espectaculares depois de mortas faz-me certa confusão. Quando são vivas assobia-se para o lado, mas depois de mortas já são isto e aquilo (aplica-se a escritores, artistas, etc.). Ora, a última vez que fui a uma fnac (essa Mcdonalds dos livros, que dá tanto jeito) reparei que havia uma série de gente à volta dos livros de Saramago, quando antes não havia ninguém (a não ser à volta do livro “Caim”).
Foi a uns sites confirmar e lá está: um ou dois livros do autor no top. Isto de comprar livros só, e exclusivamente, porque o autor morreu, também não me entra. Acabamos por voltar ao que foi dito acima: enquanto o autor era vivo –“ai que chato”, “escreve com muitas vírgulas”, morto é –“é brilhante”, “já viste esta maneira de escrever?”. O mesmo acontece quando determinado autor recebe um prémio (mas só se for o prémio Nobel…). Se recebeu o prémio é porque deve ser muito bom e disparam as vendas. Neste caso até se pode compreender, autores quase desconhecidos, fica-se com curiosidade. Algumas editoras aproveitam e editam mais livros desse autor (aconteceu com Herta Müller, Le Clézio…).
Eu já li dois livros de Saramago: Memorial do Convento e a A Viagem do Elefante. Quando ao primeiro, é dos melhores livros que já li e não achei difícil….é uma espécie de estranha-se depois entranha-se (Grande Pessoa….), é impossível ficar indiferente a Blimunda, essa mulher que em pleno século XVIII que vira para um homem e pergunta que o meu é o seu. Quando o homem pergunta onde vai dormir ela reponde –“comigo”. Simplesmente. Quando ao segundo também gostei.
Penso em comprar mais livros, mas quando surgir a oportunidade e não porque o autor morreu ou ganhou prémios e está na berra. Decididamente estas correrias para as livrarias (ou para os sites, vai dar ao menos) fazem-me confusão. É assim.

7 comentários

Comentar post

Quem Escreve...

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé