Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Desabafos Agridoces

"Not all girls are made of sugar and spice...Some are made of sarcasm and nothing is fine"

Carlota ainda dentro da máquina

Nunca vou perceber a insistência em colocar alunos a fazer exames, por mais tempo que passe. Com excepção dos exames para admissão a uma instituição (também não sou fã, mas tem de ser), todos os outros são uma inutilidade. Mas quem, com toda a franqueza, acha boa ideia sujeitar crianças da primária a semelhante coisa? Outras inutilidades: chumbos, horas extras disto e daquilo, ter os miúdos fechados todos os dias numa sala a passar coisas de um quadro. Uma vez quando eu andava no básico plantámos flores - é verdade: tivemos de desenhar e fazer uma cerca e depois mexer na terra para colocar as flores. Mexer em terra negra e com minhocas não soou muito apelativo no momento, mas pelo menos estávamos fora da sala. Pobre Carlota, se desvia os olhos para a janela atrasa-se a passar a matéria. Ainda bem que ela em breve terá a sua capacidade imaginativa reduzida ao mínimo. Também temos a tradição secular de ensinar as coisas no vácuo, e daí que 90% do que se ensina pareça não ter real importância. Comecei a pensar que um sistema destes não era muito bom quando tinha uns sete anos e queriam que pegasse na caneta com os dois dedos como toda a gente - ninguém me explicou porque é que toda a gente tinha de fazer assim.

Ler Autoras - um número

Comecei a ler O Deus das Pequenas Coisas. Quando olhei para os livros que trouxe da FL a pensar qual seria o primeiro, a escolha recaiu logo sobre este - embora não soubesse nada da história. O meu lado que estuda os livros obsessivamente antes de os comprar ficou em choque. Mas sem razão: estou a gostar muito. Tão bem escrito. Não tarda já o acabo. Ontem aproveitei e fui ver ao registo: o último autor que li foi há 18 livros atrás, yey!! Já mencionei algumas autoras num post passado (Norte e Sul e a Vida Invisível de Eurídice Gusmão) e entretanto descobri um bom YA (mais um, é verdade!), um distópico assim-assim, li katherine Mansfield (tão bom que nem dá para descrever) e uma autora portuguesa (Ana de Castro Osório, sugestão de um blog amigo. Acabei por me arrepender de não ter trazido de um dos alfarrabistas um pequeno livro de outra feminista: Sara Beirão [1880-1974], mas não chegou o dinheiro. Edição de 47, tadinho). Além das que trouxe agora da FL, tenho mais algumas autoras em espera e 5 no telemóvel. Tudo bem encaminhado. 

Feira do Livro 2017: o que trouxe e assim

A FL parece cada vez mais uma espécie de feira da ladra não é? Dá ideia que se pode vender de tudo lá, sem falar no barulho. E nada contra o aumento de sítios para comer, mas não estará a ficar um bocado demais? Só quero ver livros em paz. Ainda assim fiquei com vontade de provar os waffles. O que acabei por provar foi uma cerveja com limão que estavam a dar sei lá onde e que não é grande coisa. Num plot twist inesperado: a de frutos vermelhos é boa. Será que dá para se ficar bêbedo com isso? Eu curtia ficar bêbeda na FL: era a única maneira de aguentar aqueles preços e a escolha musical em certos stands. Mas não é preciso estar nesse estado para se sentir uma tremura no coração quando se olha lá de cima...Puxa, como é bonita esta cidade. Muito calor e muita gente deixou-me grumpy a cair para o sentimental. Vi uma menina bem pequenina que pulou do seu carrinho e disse que queria um livro - e queria escolher sozinha. Crianças nunca têm livros a mais.

 

 

E os adultos também não. Tinha a intenção de comprar só escritoras e até cheguei bem cedo para ver as coisas com olhos de ver...Era o que tinha de fazer, pois elas estavam lá. O processo de escolher foi simples, era só chegar a qualquer banca e: este não, este não, isto será um autor? ok esquece, tu definitivamente não...Reparem: a colecção de clássicos essenciais RTP - o ano passado comprei dois. Títulos muito apetecíveis. Já foram lançados nove. Mas quantas autoras até agora? Zero. Se não se dão ao trabalho de incluir nenhuma, então também não me apetece continuar a comprar a colecção. É um exemplo. Tenho mais autores do que autoras na pilha dos livros por ler e isso é algo a mudar. 

 

 

O Slaughterhouse 5 foi a única excepção porque já o li e queria uma versão em papel - que por acaso estava nova, a um preço muito bom, no meio de outros livros avulsos. Nunca li nenhuma das autoras que trouxe: mal posso esperar por experimentar! Nem consegui arrumá-los assim que cheguei, tive que colocá-los sob a cama e folhear cada um deles. Sou uma booklover, não me julguem. Sniffar livros, abraçá-los, e\ou ficar a apreciar capas e lombadas durante 15 minutos seguidos são comportamentos que deviam ser considerados normais naquele recinto. A Mulher-Casa também estava nos avulsos e os outros três foram em segunda mão. 

 

 

 (Compras na Leya)

Pág. 1/3

Quem Escreve...

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Avisos

As opiniões sobre livros e afins podem conter spoilers. Comentários agressivos ou insultuosos não serão aprovados. Este blog não adopta o novo acordo ortográfico

Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Sumo que já se bebeu

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

A dona lê

Tem Reclamações a Fazer?

Já visitaram o estaminé

subscrever feeds